5 erros mortais que deve evitar no início da sua empresa

Tema(s): Abrir empresa, Empreendedorismo

É fato conhecido em nosso país que a maioria dos brasileiros sonha em abrir sua empresa. Uma pesquisa realizada pela Global Entrepeneurship Monitor mostrou que, só em 2013, 32.2% da população abriu seu próprio negócio. Infelizmente, segundo essa mesma pesquisa, 24% dessas novas empresas encerram seus negócios antes dos dois primeiros anos de vida.

As principais causas desse índice são a falta de conhecimento sobre finanças – falta de controle, dívidas não planejadas, empréstimos exorbitantes – e a falta de planejamento estratégico e de negócios. Outro motivo muito comum é a falta de uma vantagem competitiva, isto é, copiam-se modelos e produtos sem acrescentar um diferencial, tornando a competição com as grandes marcas e produtos já consolidados no mercado acirrada.

Além desses erros, existem muitos outros que novos empreendedores cometem e que podem levar o negócio à falência. Confira alguns deles a seguir.

Deixe o mercado nos levar

Engana-se quem acredita que uma invisível força autorreguladora irá levar a empresa ao caminho certo. Todo negócio precisa de um rumo, um caminho traçado com metas, objetivos, visão de mercado, e muita, mas muita, análise. Caso haja obstáculos no caminho, é preciso traçar um novo rumo, adotar novas estratégias. Mas sem planejamento, dificilmente o empreendedor saberá que está perdendo dinheiro. Portanto, não negligencie o planejamento, faça dele parte das rotinas administrativas da empresa.

Na hora eu aprendo como faz

Não dá para confiar somente na intuição na hora de gerir uma empresa. É importante ter conhecimento, pelo menos básico, em administração de empresas e finanças. Procure cursos, pós-graduações e MBAs que podem ajudar a entender melhor o funcionamento das coisas. Ter jogo de cintura e saber negociar também é de extrema importância e não se deixe enganar de que essas coisas são naturais das pessoas.

Sou eu quem mando aqui

Arrogância e prepotência não levam ninguém a lugar algum, mesmo nas relações pessoais. Acreditar que somente você, empresário, tem as melhores e mais viáveis ideias é um erro muito grande. O ideal é procurar mentores de negócios, consultores e coachs que podem aconselhar a melhor maneira de lidar com outras ideias, principalmente se a empresa for uma sociedade.

Minha empresa, minha ilha

Nunca subestime o valor de uma boa parceria. É claro que não é preciso aliar-se ao seu pior concorrente, porém existem outras empresas, inclusive de outras áreas de mercado, que podem contribuir com o sucesso do seu negócio. Manter sempre bom relacionamento com empresas parceiras pode, inclusive, salvar seu negócio na hora uma crise.

Meu produto é meu e eu cobro o quanto eu quiser por ele

Parece que alguns empresários se apegam emocionalmente ao produto e se esquecem de que precificar algo que se está colocando no mercado é uma decisão que deve ser friamente calculada e analisada. É preciso incluir os custos, a mão de obra, mas também estar equilibrado com o valor de produtos similares. Procure entender qual é o seu diferencial e trabalhe em cima disso caso queira cobrar um valor mais elevado; porém, sem exageros.

Lembre-se sempre que ser um empresário, um novo empreendedor, requer muito trabalho duro. Tendo isso em mente e seguindo nossas dicas, é certo que seus negócios terão muitas chances de alcançar sucesso. Estudar e manter-se atualizado é muito importante, por isso continue acompanhando nosso blog!